Momentos finais na Cruz de Cristo - Michel Plattiny

02-05-2011 13:43

Já estamos a duas semanas meditando sobre as 7 últimas frases de Jesus na cruz. Já meditamos sobre as frases: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo"  Lucas 23.34 e "Hoje você estará comigo no paraíso." Lucas 23.43. Especialmente nessa semana vamos nos dedicar as suas últimas 5 frases de grande impacto até sua morte.

A terceira frase de Jesus na cruz expressou Compaixão: "Mulher, eis aí o teu filho [...] Eis aí tua mãe..." João 19.26,27; Cristo na cruz não pensava só em si, na sua dor, em seu sofrimento, mas olhava com compaixão e via a dor de sua mãe e de alguns de seus seguidores. Nesse momento mais uma vez Jesus nos ensina o que significa compaixão, não é simplesmente ter pena, mas é olhar pra dor do outro e buscar você mesmo prestar uma assistência e uma ajuda. Na cruz Jesus  não pensa na sua dor, mas olha pra dor de sua mãe e de seu díscipulo amado João e diz palavras para que um cuide do outro. Jesus procura amenizar a dor dos seus amados.

A quarta frase de Cristo na cruz revelou a Dor do preço que Ele pagava por nossos pecados: "Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?"Mateus 27.46. Essa frase soa forte, entretanto foi um clamor de agonia, e não de desconfi­ança. Jesus não desconfiava do Pai, mas sentia a dor da separação que naquele momento era causado por causa dos nossos pecados que Ele, Jesus levava sobre si. A condenação que era nossa, pois o salário do pecado é a morte, Cristo tomava sobre si .

A quinta frase do Filho de Deus nos revela Disposição em se esvaziar para nos salvar: "Tenho sede." João 19.28. Jesus poderia muito bem naquele momento como Deus, fazer um milagre para saciar a sua sede, ou até mesmo descer da cruz. Mas como nos diz a bíblia em Filipenses: “Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz!”. Aquele pelo qual todas as coisas foram criadas sentia falta, tinha sede, tinha necessidades como as nossas. Bem disse o teólogo Dietrich Bonhoeffer: "Somente o Deus que sofre pode [nos] ajudar". Esse era o Deus Filho na cruz!!

A sexta frase do Messias é Um grito de vitória: "Está consumado!" João 19.30. A frase "Está consumado" é apenas uma palavra em grego: tetelestai. A palavra grega tetelestai vem do verbo telco, que significa "terminar, completar, realizar". Significa a conclusão bem-sucedida de um procedimento. Você pode usar essa palavra após pagar suas contas ou completar uma corrida. O servo que tivesse com­pletado sua tarefa a teria usado para comunicá-lo ao seu mestre. Em resumo, significa que você ter­minou o que começou a fazer. Jesus naquele momento terminou o motivo para qual Ele veio, para resgatar a humanidade dos seus pecados através do seu sacrifício. Você ainda continua escravo do pecado?

A sétima e última frase de Jesus na cruz É de entrega ao Pai: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito" Lucas 23.46. O salvador se entrega ao Pai como sacrifício perfeito, sem pecados. Ele tinha o espírito sob controle, até que o "entregou" voluntariamente ao Pai. Sua vida não lhe foi arrancada pelos sofrimentos da dor. O verbo pode ser traduzido por "ceder" ou "liberar". Essa expressão é mais adequada ao evangelho de Mateus, onde ele é apresentado como Rei. Jesus não era vencido pela morte, mas rendia se entregando ao Pai, e diz nos a bíblia que Jesus ressucitou e vivo estás.

Ao analisarmos e meditarmos sobre as últimas frases de Jesus nos deparamos realmente com o Filho de Deus, que na cruz transforma nossas vidas! Você já teve sua vida transformada, ou vive apenas uma religiosidade, vive apenas de lembranças e de rituais. Jesus não te chama para ritos, mas para um relacionamento íntimo com Ele.

Pastor Michel Plattiny Gonçalves Leite

Blog: plattiny.webnode.com.br